Habitar Portugal
Escola Básica Marquesa de Alorna (Lisboa)
José Neves
Memória descritiva
A escola era um pátio definido por dois corpos e um talude em anfiteatro.
O pátio tinha sido desfigurado: a relação entre o pátio e a cidade tinha sido cortada e o talude desfeito com a construção de um edifício privado.
Perante uma escola em que a diversidade de situações foi sendo reduzida, o nosso projecto acrescenta aos corpos existentes, recuperados, três novos elementos:
Uma torre, que contém os laboratórios e as salas de desenho, remata o corpo das aulas;
Uma ponte que contém a biblioteca liga os corpos das aulas e do ginásio;
Umas catacumbas sob o campo de jogos contêm os balneários.
O novo recreio coberto refaz a continuidade visual entre a cidade e o pátio da escola.
Se “o que é importante na educação, antes de mais, é o ambiente natural e esteticamente harmonioso em que ela se processa” (João dos Santos), é ambição da arquitectura ter a capacidade de resistir às vicissitudes, sem perder as suas qualidades essenciais e a capacidade de receber o uso ao longo do tempo.
Desenhos
Planta de implantação
© -
Planta piso 1
© -
Planta piso 2
© -
Planta piso 3
© -
Planta piso 4, 5 e 6
© -
Cortes e alçados
© -
Maquete. A torre.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Maquete. A ponte.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Maquete. As catacumbas sob o campo de jogos.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Imagens
O recreio coberto como uma sala de hipóstila
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Vista dos telhados dos edifícios existentes, do corpo da nova biblioteca e da cidade, a partir da torre.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Vista do corpo da nova biblioteca.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
O recreio coberto foi projectado como uma sala hipóstila.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Vista do pátio da escola a partir do novo recreio coberto.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Vista do espaço adjacente à biblioteca, no interior da ponte.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Vista para o pátio, a partir da escadaria principal da escola, restaurada.
© Laura Castro Caldas e Paulo Cintra
Perspectiva do conjunto do projecto original.
© -
Ficha técnica
Autores: José Neves
Co-autores: -
Colaboradores: Ana Belo, André Matos, Bernardo Enes Dias, Filipe Cameira, Hugo Ferreira, Nuno Florêncio, Rui Sousa Pinto, Vitor Quaresma, João Pernão, Maria Capelo (consultores de cor)
Projectos especialidade: Arquitectura Paisagista:
PROAP - João Nunes e Carlos Ribas, arquitectos paisagistas
Fundações e Estruturas:
BETAR - Miguel Villar, engenheiro
Instalações Eléctricas:
JOULE - João Caetano Gonçalves e Luís Caetano Gonçalves, engenheiros
Instalações AVAC:
NATURAL WORKS - Guilherme Carrilho da Graça, engenheiro
Segurança Contra Riscos de Incêndio:
António Portugal, arquitecto
Redes de Águas e Esgotos:
BETAR - Marta Azevedo, engenheira
Rede de Gás:
Augusto Teixeira, engenheiro
Certificação Energética:
NATURAL WORKS - Guilherme Carrilho da Graça, engenheiro
Condicionamentos Acústicos:
NATURAL WORKS - Guilherme Carrilho da Graça, engenheiro.
Localização: Rua Dr. Júlio Dantas, 1070-095 Lisboa